domingo, 5 de outubro de 2008

PATER NOSTRO QUI ES IN CAELIS ...!

foto: globo.com - G1 - 30/09/2008
Nesta terra de Deus, tudo pode ser bom ou mal, imagina-se só o perfil de quem o faz julgar: Maravilha! audácia, arrojamento, tecnologia, sensibilidade e arte, às vezes, andam com os mesmos pés. A Viabilidade, vias de fato, somente os idealizadores provarão ser, pois, engenharia sem arte não é arquitetura, senão arquitetura sem engenharia nada mais é do que fantasia. Parabéns, vale sempre renovar! -simao
Sê tu Seja ele
Sejamos nós
Sede vós
Sejam eles


Hoje simao veio à igreja a campus,
Não feito um irmão de um ninguém,
Nem tanto santo nem tanto pecador,
Nem fez oração, diz-se à Anglicana.

Veio e viu as mobílias da sala-amplo salão.
Todas de madeira escura dura de lei trabalhada.
Viu vitrais e portais importados da Roma católica,
Imagens de barro ou porcelana não as viu cansadas.

Disse de um Altar, sob um grande vitral coloridos e flores,
De perfis de Cristo rodeados de querubins doces, angelical.
Quatro vasos grandes de flores pequeninas brancas, lírios leite.

Cale-se um confessionário, um piano à esquerda dava um tom de
Música gospel, um homem de barba grisalha cantava e uma moça
De poucos perfis, pequena, escondia-se, pois, em tons dueto baixo.

Ah, disse haver uma águia trabalhada em bronze, talvez, num pedestal,
Asas abertas, arrogância dos poderios dos homens que se representam.
Disse também do símbolo da sorte na homilia da benevolência era cristã.

O padre juntou-se a um pedestal de mármore feito uma pia de lavagem em
Água morna – disse: presente oriundo da Irlanda homenagem a cento tantos
Anos de existência no Brasil - chamou a presença de alguns pais e padrinhos
As crianças, outros eram adultos com filhos ainda pagãos recebiam o legado.

Cristão, cristãos – senhor Jesus, conserva teus filhos, homens de Deus Pater!

Fotografias, flashes, câmeras e celulares, e uma tela no alto orientava os filhos,
Novos cristãos, os convidados a seguir o caminho do shopping, ele também foi,
Seguiu os abençoados, deu-se às mesas cobertas de orações e tantas versões,

Palavras do Senhor, mas ele nunca me disse que Jesus escrevera cos’ alguma.

Ou sentira tanta dor a custa irrisória do amor à venda no mercado a ver-o-peso.
Viu-se depois no jardim cercado de passarinhos, bem-te-vis cantavam e sabiás,
Na grama verde sob a copa d’ árvore grande, catavam grão a grão a esperança.
In verdades - outubro 2008

6 comentários:

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Querido professor, em primeiro lugar peço perdão pela minha ausência. Vir aqui para mim é sempre aprender algo ou apenas reafirmar o que penso.Quero que saiba que cato de grão em grão todos os dias a esperança.A esperança na vida, no sol,nas estrelas, espero que eu esteja certa. beijos professor e apareça lá ,acabei de postar e espero que o senhor goste.

bertolini15 disse...

È amigo Simão,de sua experiência conclui-se que o capitalismo está impregnado em todos os setores da sociedade, e com a religião não é diferente, em especial o Cristianismo e suas ramificações.

Alberto Nunes disse...

Caro amigo professor, sejam todas essas realidades metafóricas da nossa história uma experiência de quem vive a passos longos lendo e relendo a vida, da Sertanização, do seu Diário Noturno, Atávicos Sentidos ...
Muito prazer em relê-lo, grande alma.

beijo do amigo.

Vivian disse...

...ostentações e caminhos inúteis em nome de um Jesus que primava pela simplicidade, e que o homem
distorceu em causa própria.

belíssimo post.

parabéns, mestre!

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Instituições
Homens
Todos
Somos
Imperfeitos
Não fora assim
Não precisaríamos
De um Estado
Para nos governar
E de leis
Para nos punir
Porém,
Acima de tudo
HÁ UMA LEI MAIOR
Essa, sim
SOBERANA
Meus respeitos, caro Simão!

Sisino Bento disse...

Caro irmão, recebi seu e-mail e foi muito legal, interessante a sua visão de capitalismo e religiosidade... foi o máximo não sei se foi intensional ou eu que enxerguei suas frases em forma de taça. parabéns!

abraço, Bento.