quinta-feira, 11 de junho de 2009

foto: Família: Hirundinidae - Andorinha-das-chaminés
foto: in página da web

foto: in página da web
Se fosses tu o esperado, juro-te que eu não viria,
Chegaria cansado à espera tua e à toa o teu vício.

Horas perdidas

Vinte e nove de maio
Tenho em ti pensado
Ainda estou pensando
Muito disfarçadamente

muito
muito
muito
Tenho em ti me esquecido
muito
muito
muito
Muito pouco em ti em vão
Tenho me lembrado de ti
Não fossem todos esses
Bons pensamentos tortos

Me levado ao mesmo tempo
[Retorno] sazonável dispersas
Primaveras de aves outonais

Agora, entretanto, me diga:

Para quê são os pensamentos
Para aonde vão alheio todos os
Pensamentos andorinhas livres
Dispersas andorinhas vão-se as

Aves migratórias dos teus e dos
Meus pés moralistas de arrepios
São aves todas tristes enganosas
Gavião-céu faminto de lembranças
In verdades - 29 maio 2009

4 comentários:

Efigênia Coutinho disse...

Viana Martins , coisa mais linda este Blog, estes versos:

Horas perdidas

Vinte e nove de maio
Tenho em ti pensado
Ainda estou pensando
Muito disfarçadamente


Tocam funda alma poeta, meus cumprimentos, queria ser seguidora, não achei o Link.

FELIZ DIA DOS NAMORADOS

Efigênia Coutinho

Efigênia Coutinho disse...

SIMAO, RETORNO PARA AGRADECER A SUA GENTILEZA DE SUA VISITA AO MEU ESPAÇO LITERÁSRIO, E FICA O CONVITE PARA SER UM SEGUIDOR, COMO CONHECER OS MEUS OUTROS ESPAÇOS, FICAREI FELIZ,
EFIGÊNIA cOUTINHO

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Professor , linda poesia, falar de uma maneira quase recheada de metáforas, e sutilmente dizer tudo!
Bom domingo caro amigo!

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.