domingo, 17 de fevereiro de 2008

Um dia dia me senti poeta

Pq. da Aclimação - São Paulo-Br.
Um dia me senti poeta
Solitário
Virei a tua esquina e
Disse aos meus ouvidos
Nunca mais teus olhos me
Virão surpreso
Tão desalentado
Nunca mais infeliz
Nem saudades
Eu terei de ti
Enquanto eu
Durar ao sol
In Janelas abertas - 1ª ed. nov 2007

3 comentários:

shitiro honda disse...

Caro Simão;
Para pessoas com sensibilidade...
Bom domingo;

Abraços- Shitiro Honda -17/02/08

impulsos disse...

Um poeta solitário, talvez, mas com uma enorme sensibilidade bordada nas asas que lhe permitem voar até onde o sol o iluminar...

Muito obrigada pela visita ao meu humilde cantinho, bem como pelas belas palavras lá deixadas para mim.
Obrigado mais uma vez!

E nunca deixes de sonhar, pois é o alimento do poeta!

Beijo

Alê disse...

Oi, Simão, adorei esses versinhos bem bonitinhos, até a foto ficou legal não parece ser no parque da aclimação, você tem sempre bons ângulos ...

sou eu , voltei,
bjs.